9 Outubro - 4 minutos

Aquecimento: quanto pode gastar?

Todos os Invernos representam um aumento dos gastos na fatura de energia.

Estivemos a analisar algumas das possibilidades e resumimos as mais-valias das diferentes alternativas. Organizamos a informação por níveis de investimento. 

 

 

Investimento Elevado: Custo de instalação superior a 2500€ para aquecer um T3 de 150m2

 

Ar condicionado 

Os equipamentos de ar condicionado absorvem a energia de um local e libertam-na noutro. Os sistemas nulti-split são compostos por diversas unidades interiores ligadas a uma só exterior. O sistema "inverter" tem um compressor com velocidade variável: varia a potência de acordo com as necessidades de climatização.

 

O seu consumo é mais económico, ao atingir a temperatura desejada o compressor trabalha a uma velocidade mais baixa e reduz o consumo em mais de 25%.

 

Este é tipicamente a forma mais barata de aquecer (rapidamente também) o ambiente em espaços grandes e pequenos. O único problema e mesmo o elevado custo do investimento.

 

 

Aquecimento com gás natural

Com uma caldeira de elevado rendimento a água aquecida circula em circuito fechado nos radiadores que compõem o sistema.

O custo do gás tem baixado consideravelmente no nosso país e o facto de não consumir energia elétrica reduz a potência necessária no contador de energia elétrica. 

 

 

Aquecimento com bomba de gasóleo

O custo de utilização do gasóleo de aquecimento está mais ou menos em linha com o do Gás Natural e mais económico do que o da electricidade. A maioria dos equipamentos recentes são adaptáveis a todos os combustíveis. 

O custo de instalação tende a ser ligeiramente superior ao sistema de aquecimento por gás e é tipicamente utilizado em casas e moradias.

 

 

Recuperadores de aquecimento central a água

Permitem o aquecimento central da habitação e complementam outros sistemas de aquecimento de águas da casa, como os painéis solares e as caldeiras a gasóleo. A poupança energética destes equipamentos permite pagá-los em cerca de 18 meses. 

O custo de instalação depende do número de equipamentos ligados em rede.

 

Os recuperadores de aquecimento central a água podem ser associados a radiadores de parede ou a um sistema piso aquecido.

 

 

Investimento Médio: Custo de instalação inferior a 1500€ para aquecer um T3 de 150m2

 

Emissores térmicos

São emissores independentes de calor e aquecem só os espaços que se pretende, evitando um gasto desnecessário. Não precisam de manutenção e sobretudo são de fácil e rápida instalação pois não precisam de obras. Não libertam odores, não queimam ao toque (importante para quem tem filhos pequenos) e utilizam apenas energia elétrica.

Existem dois tipos de emissores: secos e fluídos. Tipicamente os emissores térmicos quentes têm tendência a ser mais eficientes.

 

 

Acumuladores de calor

Os acumuladores são sistemas de aquecimento eléctrico com blocos de cerâmica (existem também alguns materiais alternativos), nos quais existem resistências eléctricas. São concebidos para armazenar o calor e libertar durante o dia, estando em carga apenas durante as horas de vazio (noite).

A sua instalação torna-se vantajosa ao optar pela tarifa bi - horária, já que permite tirar partido do custo mais baixo da electricidade durante a noite. São mais vantajosos quando o nível de isolamento é bom e quando as divisões têm gente durante o dia também (para tirar partido do calor armazenado durante a noite e libertado durante o dia).

 

 

Salamandras

Minimizam as necessidades de instalação, porque não são encastrados na parede. Permitem a utilização de lenha ou pallets, pelo que podem ser mais económicas e fáceis de abastecer. O seu preço pode variar dependendo do design escolhido, mas atualmente conseguem-se produtos mais baratos. Acresce o preço e a instalação dos tubos de saída de fumos (que poderá custar cerca de 250 euros).

 

 

 

Mobilidade e Baixo Investimento:

 

Radiadores a óleo

Funcionam através de resistências eléctricas, que aquecem o óleo e conduzem o calor. São silenciosos mas lentos. Só quando o óleo atinge determinada temperatura é que se nota o aquecimento. 

O baixo custo de investimento compensam os consumos elevados se a utilização for pouco frequente ou residual (por exemplo, para uma sala/escritório pouco usado).

 

 

Termoventiladores

O ar frio é aspirado e aquecido pela resistência eléctrica, reenviando o ar já aquecido para o exterior. Regra geral são pequenos, práticos e leves, mas um pouco ruidosos. Só podem ser utilizados em períodos curtos e deve limpar o seu interior de vez em quando.

São a forma mais barata e confortável de atribuir alguma mobilidade ao sistema de aquecimento.

De consumo elevado, resultam bem quando o objetivo é aquecer áreas pequenas ou muito rápido.

 

 

Se estiver a pensar em instalar um sistema de raiz (numa casa nova ou após obras profundas) deve analisar as primeiras possibilidades que à patida lhe garantem um menor custo de utilização futuro. Se quiser uma solução temporária ou tiver em mente um investimento menor analise as possibilidades de custo inferior.

 

Nada melhor do que consultar um especialista para o ajudar a dimensionar necessidades e a ter noção dos custos das opções que estiver a ponderar!


— Artigos Relacionados —

Poupar no aquecimento da casa
Ler Artigo
Poupar no aquecimento da casa

Mantenha a sua casa a uma temperatura agradável nos meses mais frios e optimize os custos com o aquecimento!

Energia
Como escolher um sistema de aquecimento?
Ler Artigo
Como escolher um sistema de aquecimento?

Existem várias alternativas para os sistemas de aquecimento. Saiba um resumo das características principais.

Energia
Mantenha a sua casa fresca no Verão!
Ler Artigo
Mantenha a sua casa fresca no Verão!

Algumas ideias simples para tornar a sua casa um local refrescante durante o Verão!

Energia
Ver mais